div
buscar
FILTROS:
PRODUTO
FORNECEDOR
ESTADO
CIDADE
 

<EDIÇÃO 230>


EDIÇÕES ANTERIORES
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
 

As opções são muitas

Untitled Document

A variedade de oferta é um bom indicativo para que os revendedores possam escolher as esquadrias certas para o seu público. O mais importante é ficar atento às normas técnicas para não ter dor de cabeça. Então, abra espaço para elas.

Todo o esforço, a preocupação com a qualidade, o uso de tecnologias avançadas e a preocupação com o design terminam sempre num único ponto: o imóvel do consumidor. E a satisfação dos usuários revela o potencial que a indústria nacional de esquadrias vem conquistando para atender a um país cujo déficit habitacional já atinge mais de 7 milhões de residências, de acordo com dados do IBGE. "Está em nossas mãos a responsabilidade de atender a essa crescente e diversificada demanda. E, para isso, precisamos estar muito bem preparados", admite Sylvio Zuim, gerente industrial da Gravia Esquadrias.

De acordo com o diretor Edson Ichiro Sasazaki, da Sasazaki, o produto é peça fundamental em toda edificação. Portanto, um imóvel está apropriado para moradia somente quando os vãos livres estão adequadamente protegidos pela esquadria correspondente. O assunto, porém, não envolve apenas os itens em alumínio. Esquadria engloba um universo de opções, hoje atendido também pelos materiais plásticos.

Diferencial

Segundo Edson Ichiro Sasazaki, um dos grandes diferenciais da Sasazaki "é o Serviço de Apoio ao Cliente da Sasazaki, composto por profissionais gabaritados, que não medem esforços para difundir os produtos no mercado. Este trabalho é desenvolvido basicamente nas lojas. Esses profissionais estão aptos a prestar qualquer tipo de esclarecimento, das características e diferenciais do produto, ao tipo de pintura e cuidados na hora da entrega ao consumidor final. Hoje o trabalho abrange todas as lojas brasileiras e os profissionais chegam a atender 110 lojas por mês, com 16 veículos, que anualmente rodam mais de 80 mil quilômetros (por veículo).

O trabalho desenvolvido pela Sasazaki abrange também o apoio à exposição dos produtos nos pontos de venda. Os vendedores e os representantes da empresa são encarregados de detectar as necessidades de cada loja e, a partir daí, caso haja interesse do cliente, solicitar o fornecimento de expositores e de material de apoio às vendas. Eles também são responsáveis pelas orientações em relação à melhor utilização do espaço de exposição e pela reposição das peças nos showrooms das lojas. O Departamento de Vendas da Sasazaki conta com reforço de promotores de vendas da Sasazaki que ficam nos showrooms da empresa nas lojas. São várias opções de showrooms, em tamanhos adequados para atender pequenos, médios e grandes lojistas. A Sasazaki disponibiliza, para essas revendas, catálogos das linhas de produtos de aço e de alumínio. Clientes de todo o Brasil têm à sua disposição uma equipe de telemarketing, qualificada a prestar atendimento personalizado através do serviço gratuito (0800-179922)."

A mão-de-obra é uma preocupação grande por parte dos fabricantes. Como Explica Zuim, da Gravia, "sabemos que a formação de mão-de-obra para a construção civil brasileira ainda é um desafio a ser superado. Mas é nosso dever orientar insistentemente o consumidor final para que toda esquadria seja instalada por profissional habilitado. Vale lembrar também que toda esquadria Gravia sai de fábrica com um manual de instalação. Afinal de contas, uma instalação mal feita pode acarretar defeitos de funcionamento da esquadria e perda da garantia por parte do cliente. Da mesma forma, também recomendamos em nossos manuais o modo correto de limpeza e conservação das peças. E no site www.gravia. com estão sempre disponíveis para download os manuais de instalação, catálogos e um vídeo que ensina passo-a-passo como instalar e manter limpas as esquadrias Gravia de aço e de alumínio."

Adequação climática

Ao adquirir produtos em conformidade com as normas técnicas, o consumidor tem a certeza de que não terá maiores problemas no futuro. Hoje, o setor de Esquadrias de Alumínio segue a NBR 10.821, que exige atendimento aos requisitos de permeabilidade, estanqueidade à água, resistência às cargas de vento e às operações de manuseio. E essas atribuições valem para os produtos padronizados, assim como para itens fabricados por serralheiros, segundo informação de Harry Wottrich, diretor-executivo da Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio - AFEAL.

Em respeito às iniciativas da AFEAL, a Integral, empresa do Grupo Astra, participa ativamente do PBQP-H - Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat, que incentiva a melhoria de qualidade e reúne empresas que estão enquadradas nas normas técnicas.

Segundo Sergio Amilton Veneroso Jr., engenheiro de produção da Integral, a indústria de esquadrias de alumínio trabalhou fortemente seus diferenciais para se projetar no mercado. E acabou conquistando excelente aceitação, por oferecer uma esquadria pronta para instalação, com vidros, acabamento que dispensa pintura e uma durabilidade que supera 20 anos. "A única manutenção necessária é pano úmido para a limpeza. Se o usuário preferir, pode lavá-la sem provocar nenhum problema", acrescenta Veneroso Jr.

O custo final também é bastante competitivo, inclusive para a instalação. Basta encaixar a peça no vão, fazer o acabamento e está pronto. "O revendedor encontra muitos argumentos para incentivar a venda desse produto, como a qualidade dos perfis, com pintura eletrostática ou anodizados; os materiais que ajudam no isolamento; as escovas de vedação; gaxetas; vidros e a embalagem, que protege no transporte, na estocagem e também após a instalação, evitando a penetração de resíduos, tão comuns no processo final de uma obra", destaca o engenheiro da Integral.

Apostar nos revendedores é uma das grandes armas da Integral, como explica Veneroso Jr.. "Além da grande rede de representação presente em todo o país, temos uma equipe de supervisores e técnicos prontos para treinar as equipes de vendas de nossos clientes em qualquer lugar do país. Estes treinamentos são realizados com frequência e muitas vezes repetidos a pedidos dos clientes. Temos também um programa de visitas à fábrica, onde trazemos nossos clientes para mostrar técnicas de produção e diferenciais de nossas linhas."A Integral criou expositores padronizados que atendem às solicitações específicas de cada PDV. O produto fica exposto e, ao mesmo tempo, permite o toque, a possibilidade de experimentar seu funcionamento e a visualização total de toda a peça. "É importante, porém, que o lojista saiba ouvir o que o consumidor tem a dizer, para saber onde o produto será instalado, o tipo e a localização do imóvel. Isso porque as normas preveem adequações da esquadria de acordo com as características climáticas de cada região do país".

Aconselha, ainda, que o revendedor oriente sua equipe de atendimento a consultar sempre os catálogos de produtos da Integral, cujas tabelas apontam todas essas informações.

"Nossos produtos são revendidos por cerca de 5.000 pontos de venda, distribuídos em todo o Brasil. A força da marca Sasazaki junto às revendas e consumidores é resultado da qualidade dos produtos que fabricamos e de ações pautadas pela ética e respeito aos nossos parceiros.

Temos como objetivo contribuir para que o lojista consiga bons resultados e não medimos esforços para isto. Foi por isso que criamos o "Conexão Avançada Sasazaki", inovador projeto de treinamento destinado a profissionais e lojistas das áreas de construção civil. A intenção principal é oferecer a estes profissionais condições para que possam estar melhor preparados para atender seus clientes e vender mais. Entre 2004 e 2008 o treinamento circulou por todo o Brasil em carretas multimídia de 17 metros de comprimento, especialmente preparadas para se tornarem uma verdadeira sala de aula, pois visamos atender ao lojista no próprio local de trabalho. Neste período, beneficiamos mais de 15.500 pessoas. Atualmente, damos continuidade ao projeto "Conexão Avançada Sasazaki" com a promoção de treinamentos regionais, realizados pelos coordenadores técnicos nas próprias revendas. Os lojistas podem solicitar este treinamento por meio dos representantes, pelo telefone 0800- 179922 ou pelo e-mail: info2@sasazaki.com.br.", explica Ichiro.

"Todos os nossos clientes são atendidos por representantes, os treinamentos dos balconistas são promovidos através de explicação técnica do produto juntamente com uma explanação sobre a abordagem para dar entendimento das vantagens competitivas, esse trabalho tb é efetuado pelos representantes e seus prepostos. Além disso, contatos com a fabrica também estão disponíveis através de telefone, email, com o departamento de venda/financeiro etc.", informa Beto Schlickmann, da Cruzeiro.

Há luz!

A maioria dos fabricantes acredita no crescimento do mercado, principalmente por causa das medidas do governo para aquecer o segmento da construção civil. "Devemos reconhecer a eficácia das medidas macroeconômicas que foram adotadas oportunamente e lembrar também que a demanda interna por imóveis continuou crescente mesmo diante da crise. Aos poucos, o crédito voltou a circular, os juros foram baixando, ainda que proibitivos se comparados com a média mundial, e a construção civil retomou seu papel de propulsora do crescimento do país. Agora, com os sinais cada vez mais claros de recuperação econômica mundial, só o que podemos esperar, sem nenhuma ilusão, é uma retomada cada vez maior das encomendas. Porém, cruzar os dedos e contar com a sorte também não faz mal a ninguém", admite o executivo da Gravia.

Apostar no mercado é palavra de ordem na Sasazaki. "A empresa, desde o princípio, fundamentou suas estratégias de crescimento na qualidade de seus produtos. Nós acreditamos na importância de se fabricar esquadrias com qualidade certificada e apoiamos iniciativas que tenham este objetivo, pois elas visam, sobretudo, o total respeito ao consumidor. Até porque todos os componentes das portas e janelas são fundamentais para o perfeito funcionamento do conjunto e devem atender às especificações técnicas exigidas pelas normas, pois isto significa que as necessidades dos consumidores, certamente, serão atendidas, dentre elas: robustez do produto, estanqueidade à água, permeabilidade ao ar, luminosidade, resistência ao manuseio e durabilidade. Todos estes fatores devem estar agregados ao design e à beleza dos produtos.

Também acreditamos na continuidade e eficiência do Programa Brasileiro de Produtividade e Qualidade Habitacional (PBQP-H), do qual participamos, pois ele visa a produção em conformidade com as normas. Ele traz como benefícios a disseminação e divulgação técnica do produto, o desenvolvimento tecnológico do setor, a garantia de desempenho satisfatório dos produtos, a redução dos problemas na construção, ocasionados pelo uso de materiais em não conformidade, além de melhorias no padrão de habitabilidade e segurança. Em 2010, daremos continuidade à nossa postura de buscar inovações e soluções em processos e materiais, a fim de apresentar os consumidores produtos que supram suas necessidades e sejam tecnologicamente aperfeiçoados, bem como aprimorar, cada vez mais, os serviços oferecidos aos revendedores", admite Ichiro Sasazaki.

Segundo Leandro Lago, gerente comercial da Ebel, o Mercado está aquecido e a empresa vai investir. "AEBEL está completando 20 anos de existência e necessitamos de investimentos em tecnologia, novos produtos e novas estratégias comerciais. Além disso, as nossas perspectivas são as melhores possíveis, pois estaremos abrindo novos mercados e por termos uma marca que o mercado confia", finaliza.

James Zanetti, da Esquadriportas, é otimista quanto ao mercado, mas pede atenção ao preço da matéria-prima. "Precisamos que as siderúrgicas não comecem a aumentar o preço do aço devido sua demanda. Caso isto permaneça igual aos últimos 12 meses, teremos um 2010 excelente tanto em número de peças como em valor, pois com a nossa certificação sendo iniciada agora em fevereiro de 2010, os valores dos produtos devido à melhora da qualidade exigida pelos órgãos que compõem a cadeia produtiva nos possibilitará um ganho real de faturamento em torno de 15%. Como o programa do Governo Federal está apenas iniciando, como todos sabemos, e o déficit habitacional é grande em todo o mundo, estamos vendo uma oportunidade também com certificação dos caixilhos de aço serem exportados para alguns países, como a India, e isso permitirá às industrias aumentar sua fabricação em peças", avisa.

Sustentabilidade

Gravia - Sustentabilidade e respeito ao meio ambiente fazem parte da cultura de nossa organização. Desde a fundação da unidade produtora de esquadrias padronizadas, em 1986, implementamos diversos procedimentos e rotinas com o objetivo de eliminar o desperdício e gerar o mínimo de impacto ambiental. Tratamos a água utilizada nos processos de pré-tratamento e pintura dos modelos de aço, realizamos coleta seletiva de lixo e mantemos contínuas campanhas de conscientização ambiental, envolvendo não apenas os colaboradores mas também seus familiares.

Integral - Trabalhamos com materiais totalmente recicláveis em nossos produtos (alumínio, vidro e plástico). Portanto, de alguma forma, todas as sobras acabam voltando para a linha de produção. Realizamos cursos e treinamentos além de um programa de incentivos visando a conscientização de funcionários e familiares para a questão do desperdício. Temos também a coleta seletiva de materiais implantada por toda a empresa. Buscamos em nossos fornecedores e parceiros a mesma iniciativa.

Sasazaki - O mercado e os consumidores estão adquirindo uma maior conscientização sobre o uso dos recursos naturais e, como consequência, valorizam as empresas que possuem essa preocupação em preservar o planeta. As ações da Sasazaki são focadas para atender essa necessidade, com responsabilidade na fabricação dos produtos e a adoção de padrões e procedimentos, que contribuem para a preservação do meio ambiente.

O nosso papel na preservação do planeta está nas diversas ações incutidas no propósito e na missão da Sasazaki. Dentre elas, está a ética empregada em todas as atividades, o respeito às leis e à relação com a sociedade e o ambiente em que vivemos. Tanto as ações simples quanto as mais complexas podem representar um impacto positivo no meio ambiente, dentro das metas das empresas. A Sasazaki fortalece esse pensamento para que os nossos funcionários e prestadores de serviços tenham uma atitude consciente em relação aos recursos ambientais. Porque como empresa, assumimos um papel de responsáveis por canalizar investimentos e ações de curto e longo prazo para a efetiva preservação do planeta, pois fazemos parte de um dos segmentos da sociedade que mais pode contribuir para o desenvolvimento sustentável. Além de nos empenharmos em oferecer produtos cada vez mais seguros, investimos também em processos de fabricação que não afetam o meio ambiente. Temos programas de reciclagem de resíduos e de tratamento de efluentes.

A Sasazaki é consciente da responsabilidade social e na cidade de Marília, onde fica sua sede, realiza ações concretas para melhorar a sociedade em que está inserida. Há muitos anos é contribuinte da Apae de Marília (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais). Em 2001, foi agraciada com o selo "Sou uma empresa Solidária", uma marca nacional que identifica as empresas que apóiam entidades beneficentes. Com o apoio da Sasazaki e de outras empresas da cidade e da região, a APAE mantém sua estrutura e atende a mais de 400 alunos, preparando-os para a possibilidade de inserção no mercado de trabalho.

A Sasazaki apóia também a Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Marília (www.nikkeymarilia.com.br), que realiza atividades esportivas e culturais junto à comunidade local, preserva a cultura japonesa e promove intercâmbios entre Brasil e Japão. Além disso, contribui com a Associação Filantrópica de Marília, que cuida de crianças do sexo masculino de zero a 17 anos.

Ullian - Seu processo industrial não interfere no meio ambiente. Os resíduos resultantes do processo são tratados e reutilizados. Além disso, a Ullian desenvolve desde os anos 90 ações de sustentabilidade, que contemplam inclusive programas e iniciativas em parceria com os funcionários e comunidade. Como exemplo, citamos os projetos "Pau Brasil" e "Poupe na Lata".

Como parte do projeto "Pau Brasil", em 21 de setembro - Dia da Árvore, a Ullian promoveu a Mostra de Esquetes Teatrais com escolas estaduais de São José do Rio Preto. O tema proposta foi desenvolvimento sustentável.

O "Poupe na Lata" mobiliza os colaboradores para recolherem latas de alumínio para reciclagem.

Ebel - Separam, para reciclagem, alumínio, vidro e madeira não permitindo que a sucata seja despejada no meio ambiente.

Cruzeiro - "Não aceitamos matéria-prima não renovável (reflorestada) ou de florestas manejadas com documentação de acordo com as normas ambientais DOF. Temos certificado do Ibama, aprovado pelo Inmetro,e estamos em fase de instalação e adaptação para certificação PBQP-H e ISO9001(previsão entre 6 à 12 meses) e FSC com previsão de 12 meses", informa Beto Schlickmann.

Segundo James Zanetti, diretor comercial da Esquadriportas, "hoje os nossos produtos são fosfatizados para gerar uma garantia para o consumidor. Nos preocupamos com os mananciais, tratamos os dejetos dentro de nossa empresa antes de lançar na rede de esgoto também de aço ele é 100% reciclável, voltando para os fornos das usinas, então, é um produto ecologicamente correto."

Opinião formada

O engenheiro civil Tiago Oliveira Silva já executou diversos projetos, acompanhando também grandes empreendimentos. De acordo com o perfil da obra, ele especifica esquadrias padronizadas ou respeita o que é contratado pela construtora, atuando também com produtos feitos sob medida. Flexível em seu trabalho, ele confessa que prefere visitar as lojas e, principalmente, as especializadas em esquadrias. "Porque o tipo de atendimento varia muito, de acordo com o tamanho da loja. Nos PDVs especializados, tenho um atendimento muito mais pessoal. Há lojas em que o vendedor é mais atencioso, em virtude da grande quantidade que solicito. É interessante como isso ainda pesa nas vendas a varejo", testemunha.

Ele confessa que encontra boas opções e preços competitivos nos home centers, além de ter a pronta-entrega garantida. "Não tenho o que comentar sobre a qualidade da nossa indústria. Desde que trabalho nesta área, enfrentei apenas uma reclamação de cliente. A fábrica foi comunicada e nos atendeu prontamente para solucionar o problema", diz Tiago.

60 anos

Setembro foi um mês festivo para a Ullian Portas e Janelas, sediada em São José do Rio Preto, no interior paulista. No dia 1º de setembro, a fabricante das marcas Lucasa e Riobras comemorou 60 anos de fundação e, no dia 4, realizou a já tradicional cerimônia de comemoração da Semana da Pátria.

Realizada já há nove anos e incorporada ao calendário da cidade, a cerimônia da Semana da Pátria teve a participação dos 500 funcionários da Ullian, Polícia Militar, Tiro de Guerra e diversas autoridades, entre elas o prefeito de São José do Rio Preto, Valdomiro Lopes da Silva Junior, a primeira-dama Eliana Lopes e o vice-prefeito Gaber Lopes.

De uma pequena fabricante de baldes, regadores, lamparinas, entre outros utensílios, aberta no município de Estrela D'Oeste, a Ullian transferiu-se para São José do Rio Preto, em 1954, dando início à fabricação de vitrôs de ferro laminado e portas de enrolar onduladas de aço. Na última década, sobretudo, a empresa teve crescimento expressivo e ganhou status de Grupo Ullian ao incorporar a Mecal Portas e Janelas de Aço, indústria localizada no município de Casca (RS) e líder do mercado gaúcho de portas e janelas de aço.

A Ullian é hoje reconhecida pela excelência em qualidade de suas portas e janelas da marca Lucasa, nas linhas Suprema, Premium e Básica, e da marca Riobras, esta líder inconteste do mercado nacional de produtos populares. Nos últimos anos, a empresa vem investindo maciçamente na maior qualificação de seus 500 colaboradores, na modernização de seu parque fabril e em melhoria no design e resistência dos produtos.

No PDV

Gravia - Alumínio Porta Laminada disponível com pintura eletrostática branca ou anodização fosca e Porta Integrada, disponível com pintura eletrostática branca ou anodização fosca.

Aço Veneziana Graviflex - Sistema flex (abertura e fechamento das persianas móveis), trilho inferior em aço eletrogalvanizado, trilho superior com roldanas de nylon.

Integral - Tem uma completa linha de esquadrias que atende todas as necessidades de uma residência. São vários acabamentos para diferentes gostos e exigências. Suas esquadrias podem ser brancas, foscas e brilhantes ou ainda podem ser encomendadas na cor que o cliente preferir, como pretas ou bronze. O cliente pode optar por diferentes tipos de vidro, como o canelado, mini boreal ou liso. Oferece também uma diversidade de linhas, da mais econômica à mais reforçada. Existe a possibilidade de o cliente fazer seu projeto personalizado, bastando para isso ir até a loja de sua preferência e solicitar ao revendedor. Vitrôs basculantes - 2, 3, 4 e 5 folhas, modulados ou não, em 4 linha diferentes: Tecno, Econ, Econ com embalagem plástica e Econ Light. Maxim ar - 1, 2 e 3 folhas, podendo ser modulados ou não. Janelas de correr - 2 ou 4 folhas, com ou sem bandeira, com ou sem grade. Duas linhas: Tecno e Tecno Plus. Veneziana de Correr - 3 ou 6 folhas, com ou sem grade. Duas linhas: Tecno e Tecno plus. Portas de giro - 4 modelos: Vidro fixo, Postigo, Basculante e Veneziana.Porta de Correr - 2 ou 4 folhas.

Ullian - Fabricam atualmente uma linha completa de esquadrias destinadas à construção civil residencial e comercial. São portas de abrir e de correr, venezianas, vitrôs de correr e basculantes, maxim-ar e portas tipo alçapão. Dentre as tipologias descritas, existem várias medidas e tipos diferentes para as mais diversas aplicações.

A EBEL produz Janelas, Venezianas, Basculantes, Maxim-ar e Portas de Giro e Portas de Correr todos de alumínio.

Cruzeiro - Portas em madeira. Os produtos são compostos de miolo de madeira reflorestada que representa pelo mínimo 92%.

Esquadriportas - Portas Janelas e V enezianas mas o diferencial são os portões de abrir duas folhas de correr e basculante.

Alumínio brasileiro entre os líderes

A demonstração da importância da indústria brasileira do alumínio no cenário mundial está na sua participação no mercado global. O Brasil, além de deter a terceira maior jazida de bauxita do planeta, é o quarto maior produtor de alumina, ocupando a quinta colocação na exportação de alumínio primário/ liga. No mercado interno, a maior parte do material é aplicada nos segmento de embalagens e transportes. Em seguida, vem os setores de eletricidade, construção civil, bens de consumo, máquinas e equipamentos e outros. Segundo a Associação Brasileira do Alumínio - Abal, em setembro deste ano a produção do alumínio primário atingiu 142,8 mil toneladas, volume 3,6% superior ao produzido em setembro de 2008. No acumulado, desde janeiro, esse volume chega a 1.332 mil toneladas, o que corresponde a um aumento de 3,2% em relação ao mesmo período de 2008.

O notável crescimento do alumínio na indústria é resultado de alguns fatores:

- possui excelente combinação de propriedades úteis, resultando numa adequação técnica para muitas aplicações em engenharia;

- é facilmente transformado, por meio de todos os processos metalúrgicos normais, tornando-se viável à indústria manufatureira em qualquer forma;

- em laboratórios acadêmicos, a indústria do alumínio desenvolve novas pesquisas, técnicas de fabricação, soldagem e acabamento, o que só aumenta a engenharia adotada neste metal.

Intimidade com a reciclagem e a sustentabilidade

O alumínio está presente na vida do consumidor de várias formas. Material amplamente usado no segmento de Esquadrias, depois do oxigênio e do silício representa 8% da crosta terrestre.

Talvez por isso, esteja intimamente ligado aos processos de reciclagem.

Este, aliás, é um dos seus principais atributos, ressaltando a vocação de sua indústria para a sustentabilidade, nos âmbitos sociais, econômicos e ambientais.

O alumínio pode ser reciclado infinitas vezes, sem perder suas características no processo de reaproveitamento, ao contrário de outros materiais. A indústria que envolve a transformação do alumínio vem demonstrando sua responsabilidade e compromisso com a sustentabilidade. O Brasil acusa investimentos em programas de preservação ambiental, em benefício da sociedade. Uma das metas da ABAL-Associação Brasileira do Alumínio é envolver seus associados na busca de um desenvolvimento sustentável. E associou-se à entidade inglesa, International Aluminium Instituto-IAI, para buscar a adesão das indústrias nacionais ao programa.

Design moderno

A Neoforma Portas e Janelas de PVC da Plásticos Vipal, é responsável por aproximadamente 40% do mercado nacional de esquadrias de PVC, e o seu principal diferencial no mercado nacional, é disponibilizar o maior mix de modelos por linhas, com o design mais avançado em perfis para portas e janelas de PVC, permitindo a produção de todos os modelos de esquadrias. Fabricadas na sua unidade em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, e distribuídas para todo o Brasil através de rede própria, a empresa disponibiliza três linhas desses produtos no mercado brasileiro. A Versatile, com perfis mais econômicos para todos os tipos de obra, a Splendore, projetadas para arquiteturas especiais e de grandes vãos, ideais para residências altas e obras verticais. E a Mondiale, mais sofisticada, com perfis robustos de padrão europeu e acessórios de alto padrão, é indicada para residências luxuosas e obras de alto padrão. Além disso, os três diferentes modelos se complementam.cificidades.

Publicado em 23 de outubro de 2009 por Equipe ConstrucaoTotal
 
Publicidade
 
sp sp sp sp sp sp sp